quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Mediocridade

Andei pensando sobre a relatividade desse conceito, mesmo tendo lido esses dias que relatividade não existe, que as coisas simplesmente são, ou não são...

Acontece que pensei que o que é medíocre pra mim, não é medíocre pra outras pessoas, e o que não é medíocre pra outras pessoas, é absurdamente medíocre pra mim!

Andei pensando na minha vida profissional, como mudei de rumos depois da demissão, e como hoje quero fugir de uma vida como aquela que levava nos tempos de emprego... Talvez porque teve uma palestra esses dias na facul, e o palestrante me acharia extremamente medíocre... E eu, não mudaria de idéia por nada desse mundo!

Porque eu gosto de ter tempo.... nem que seja pra jogar fora! Porque é bom ler, é bom ouvir música, é bom sair por aí e dobrar as camisetas (mesmo que de um jeito que a sócia não gosta) que os clientes desdobraram!

Também é bom trabalhar com meus pais, numa empresa bacana, tendo a certeza que na minha sala só tem gente boa, e que ninguém tá mentindo quando conversa comigo! É bom não ter medo de ser manipulada, das intrigas alheias, e principalmente não ter medo de confiar nas pessoas que trabalham comigo! É maravilhoso ir trabalhar de tênis, de baby look, de cabelo sujo, de cabelo limpo, do jeito que estiver! É bom ter paz no trabalho! Antes eu nem sabia que isso existia!

Então, não! Eu não vou tentar programas de trainees, eu não vou tentar concursos de 100 cabeças pra 1 vaga, eu não vou voltar pro Daia, eu não quero saber dessa vida de novo! Pelo menos não enquanto não passar necessidades! haha!

Eu quero me organizar entre o meu empreendimento e a empresa da família!
Eu quero a vida de gostar do trabalho, de não ter medo das pessoas, de não ouvir picuinhas, nem ver gente que sorri ao ver cabeças rolarem...
Eu quero trabalhar muuuuuito, mas por causas que eu acredito e em coisas que eu gosto! Causas que eu acredito: a empresa da família que é uma realização constante dos sonhos diários do meu pai! Coisas que eu gosto muito: 4fansthings! Até as coisas das quais não sou fã, são tão lindas!

Dinheiro realmente não é um problema por agora, e mesmo que um dia fique escasso, não quero que seja a questão! Vou ganhar pouco mais de 1/3 do que ganhava antes, em remuneração, mas vou ganhar o dobro em qualidade de vida, além de ter tempo pra tocar meus projetos paralelos!
E agradeço muito a Deus por poder escolher uma vida mais tranquila! Bem como, peço misericórdia por aqueles que pensam que dinheiro é realmente mais importante... Fico compadecida vendo alguns por aí, deixando pra ser feliz na aposentadoria!

Eu quero ser feliz é todo dia! Depois morro aos 30 e o que vai ser? O carro fica (popular ou não), o cargo fica (alto ou baixo), tudo fica... Vai você, e as pessoas que você ama ficam com as lembranças de quem você foi, e não do que você tinha!
Melhor viver agora, garantir as pequenas felicidades diárias, os momentos que as amizades garantem, etc e tal! Nada de envelhecer precocemente o espírito com ambições exageradas, nada de voltar a trabalhar até meia noite, a perder o sono, a pirar diariamente... Nada de acordar e pensar: "Droga, tenho que ir pra lá de novo!"

Sim, pra algumas pessoas isso é medíocre, é fuga! E, pra mim, medíocre é viver coisas ruins quando se pode optar por coisas boas!

Um comentário:

  1. Olá, passei pra conhecer o blog, e desejar bom fds
    bjsss

    aguardo sua visita :)

    ResponderExcluir